Este site usa cookies para oferecer uma melhor experiência de navegação. Ao continuar e navegar pelo site, você aceita o uso de cookies.

Para informações completas, consulte nossa Política de Privacidade.

Lean Digital Summit: 10 aprendizados fundamentais para o novo mercado

Por: CI&T Team

Cesar Gon Lean Digital Summit
Posted on Nov 21, 2017

Em um encontro inédito, grandes nomes do mercado nacional e internacional contaram suas experiências de transformação digital sob a perspectiva Lean.

No último dia 9 de novembro, o teatro Frei Caneca, em São Paulo, tornou-se o local de efervescência de novas ideias e troca de experiências sobre os rumos do novo mercado com o evento Lean Digital Summit. Nas concorridíssimas cadeiras da plateia, mais de 500 executivos de grandes empresas dos mais variados segmentos do mercado assistiram aos 11 painéis de palestrantes nacionais e internacionais como Steve Bell, autor do livro Lean IT; Lule Demmissie, Diretora de Orientação de Investimento da TD Ameritrade; Frederico Trajano, Diretor de Operações da Magazine Luiza; Ricardo Guerra, CEO do Itaú; César Gon, CEO da CI&T, e José Roberto Ferro, Presidente e Fundador do Lean Institute Brasil, todos dedicados a repensar a transformação digital sob a ótica Lean.

Com pontos de vista convergentes a respeito da necessidade de realizar a mudança cultural da empresa como um todo e da importância do Lean no processo de transformação para o novo mercado, os painelistas apontavam os diferentes caminhos que cada organização seguiu para atingir o nível de maturidade digital em que se encontra. “A transformação demanda mudanças profundas na forma como as empresas estão organizadas”, disse Ricardo Guerra, do Itaú, ao ressaltar a urgência de realizar a transformação digital. “A antiga preocupação com a presença, passou a ser com agilidade”, afirmou Frederico Trajano, do Magazine Luiza, citando a Amazon como uma das empresas que puxam a inovação no novo mercado.

Entre apostas, erros e acertos, todos os palestrantes destacaram a importância de ter as necessidades do consumidor como centro e de realizar testes rapidamente e com frequência para aprender e melhorar com velocidade. Em seus painéis, o autor Steve Bell e Renata Feltrin, da CI&T, ressaltaram que, mais do que gerar valor, a preocupação das empresas deve ser com a experiência como um todo que oferecem ao seu cliente. “As experiências são os novos produtos. Os produtos das empresas digitais são as experiências que elas entregam, a experiência que a gente vive”, disse Renata Feltrin.

No fim da jornada, José Roberto Ferro, Presidente e Fundador do Lean Institute Brasil, chamou a atenção para alguns dos assuntos mais marcantes, que permearam todos os painéis e foram centrais nas experiências de transformação apresentadas pelas empresas. São eles:

 

  1. Foco no Cliente - O objetivo do negócio deve ser atender o consumidor em suas necessidades, resolvendo seus problemas e entregando experiências completas de alto valor. Iniciativas são válidas quando encantam os clientes.
  2. Mudar a forma de trabalhar - Não há mais espaço para silos. As equipes devem ser multidisciplinares e a empresa deve operar como um todo sob uma perspectiva sistêmica.
  3. Problemas são ouro - É preciso mudar a forma de ver os problemas, pois eles é que nos fazem melhores. A busca constante deve ser por encontrar erros e estudá-los em profundidade para solucioná-los.
  4. Líderes Lean - O líder deve abandonar o comando e controle e tornar-se quem orienta e conduz as suas equipes à solução dos problemas. Ser um líder lean é aprender, ensinar, inspirar e construir coisas em conjunto com o time.
  5. Gemba - O líder deve estar junto às equipes onde o problema acontece para entender verdadeiramente o cliente e suas necessidades.
  6. Construir, medir e aprender - É necessário experimentar para validar hipóteses em busca de aprendizado e melhoria constantes.
  7. O Lean é sobre pessoas - O Lean baseia-se muito na valorização às pessoas, a experiência e potencial delas. É preciso dar voz e o poder da decisão a quem, de fato, conhece os problemas na ponta.
  8. Antifragilidade - Mais do que robustas ou resilientes, as empresas precisam ser antifrágeis, ou seja, sofrer impactos, aprender com eles e voltar melhores e mais fortes constantemente.
  9. Gerar novos negócios - O momento é de pensar além dos produtos tradicionais da empresa. O novo produto deve ter como foco gerar satisfação nos clientes.
  10. Velocidade - O novo mercado e os novos clientes não esperam. É preciso encontrar na soma Lean + Digital os caminhos para alcançar a rapidez e a agilidade necessárias.

 

 

Ebook Lean Way to Digital Success

  

Sobre o evento

O Lean Digital Summit ocorreu no último dia 9 de novembro, no Teatro Frei Caneca em São Paulo, com a realização do Lean Institute Brasil e da CI&T. Foram 11 horas de evento, com painelistas nacionais e internacionais como Steve Bell, fundador do Lean IT Strategies e autor do bestseller Lean IT; Lule Demmissie,  Diretora de Orientação de Investimento da TD Ameritrade; Henrique Imbertti Jr, Diretor de Agilidade Organizacional, e Frederico Trajano, Diretor de Operações, ambos da Magazine Luiza; Andrea Castro, Superintendente Comercial, e Mario Martins, CEO, ambos da Orizon; Rubens Cogake, Gerente de Engenharia, e Renato Costa, Gerente de Projetos, ambos da Flex; Gustavo Bodra, IT Business Solution Manager da TudoAzul; Luciano Damasceno, Gerente Senior, Renata Mello Feltrin, Head of Experience Management, e César Gon, todos da CI&T; Cláudio Sanches, Diretor de Investimentos e Previdência, e Ricardo Guerra, Diretor Executivo, ambos do Itaú; além de Christopher G Thompson, Sócio Fundador da PM&LEAN, e Flavio Picchi, Vice-Presidente, e José Roberto Ferro, Presidente e Fundador, ambos do Lean Institute Brasil.